quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Favela é mais uma vez campeã do carnaval de passarela em São Luís





    Teve de tudo na apuração do concurso de escolas de samba de São Luís do Maranhão, na tarde desta quarta-feira de Cinzas. Discussões pontilhadas por palavrões, mais de dez policiais militares plantados no auditório com caras amarradas e, de olho na plateia que acompanhava e outro nas câmaras a reprise tupiniquim, protagonizada por Netinho da Marambaia, da iconoclastia promovida pelo paulista vestido com camisa da Casa Verde, que rasgou as notas dos jurados de dois ítens. Nada diferente.
    A Favela confirmou seu favoritismo no carnaval de passarela em São Luís do Maranhão. Com dez em todos os nove ítens, a escola da comunidade do Sacavém levou mais uma vez o título de campeã do concurso de escolas de samba na passarela, realizado no domingo e segunda-feira de carnaval.
    A Flor do Samba é a vice do concurso promovido pela prefeitura de São Luís no Anel Viário, centro histórico de São Luís, com 267 pontos. É o décimo segundo título da Favela do Samba somente neste século.
    A Unidos do Fátima, do bairro de Fátima;  e Mocidade Independente da Ilha, do bairro da Cohab, ficaram empatadas na décima colocação. Pelo regulamento da União da Escolas de Samba do Maranhão descem para o grupo B no desfile de 2013.
    A apuração de votos foi realizada no auditório do Comando do Policiamento Metropolitano, lugar para onde foi transferida desde que ficou impossível conferir os votos da comissão julgadora diante da reação dos dirigentes de escolas. O maestro Fernando Mouchereck e a bailarina Eliane Propp tiveram os votos anulados pela comissão em consenso com os dirigentes de escolas, exceção do presidente da Favela, Renato Dionísio, que se absteve de votar nos dois casos
    Netinho, diretor de bateria da Marambaia, protestou rasgando o regulamento da Uesma antes de ser iniciada a apuração.  O diretor descordou do descontou de 32 pontos, segundo a União, por extrapolar o tempo estabelecido de 60 minutos para o desfile. Outras escolas foram penalizadas como Marambaia e Mocidade Independente.
    A Favela do Samba foi a última escola a desfilar, já na madrugada de terça-feira de carnaval. O carnavalesco Júlio Matos mais uma vez se destacou entre as 11 escolas a participar do desfile. 
    No final da apuração o diretor da Turma do Quinto, escola em terceiro lugar segundo a apuração dos votos da comissão de jurados, reclamou da falta de patrocínio do poder público. "Eles dão milhões para uma escola do Rio de Janeiro e nos deixam à míngua", esbravejou o diretor.

Classificação das escolas no carnaval de 2012
Favela do Samba - 300 pontos
Flor do Samba - 267 pontos
Turma do Quinto - 261 pontos
Unidos de Ribamar - 246 pontos
Império Serrano - 241 pontos
Túnel do Sacavém - 235,5 pontos
Turma de Mangueira - 234 pontos
Terrestre do Samba - 206 pontos
Marambaia do Samba - 205,5 pontos
Mocidade Independente da Ilha - 200,5
Unidos de Fátima - 196 ponos


A comissão julgadora
Comissão de frente
Cássia Pires
Marinildes de Brito
Mestre-sala e Porta -bandeira
Lilian Silva
Luiza Souza
Victor Hugo
Alegorias e adereços
Cordeiro Filho
Fransoufer
Airton Marinho
Fantasia
Aniele Mitsu
Ana Borges
Didi Nunes
Melodia
Victor Castro
Paulo Cardoso
João Neto
 Evolução e conjunto
Rosa Ewerton
Daniel de Jesus
Jorge Milton Ewerton
Bateria
Jairon Pereira
Manoel da Conceição da Mota
Letra de samba
Patrícia Lobato Durans
Luis fernando Novaes
Conceição de Maria Feitosa
Enredo
Claudia Nunes da Silva
Marcelo Araújo
Danuza Ribeiro dos Santos

Curiosidade:
A Império Serrano, do bairro do Monte Castelo, foi a única escola a desfilar no tempor estabelecido de uma hora....
Segundo a comissão organizadora do concuso, a Marambaia, do Bairro de Fátima, bateu o recorde na passarela, desfilando durante 1h21minutos.  Perdeu 42 pontos no total...
Nenhum representante da Terrestre do Samba compareceu no auditório da CPM durante a apuração dos votos da comissão julgadora...
A Unidos de Fátima perdeu 32 pontos por ter infrigo o atigo 23 do regulamento do concurso, por ter feito um desfile com 16 minutos a menos que o tempo regulamentar. Perdeu mais cinco com base no artigo 28 do mesmo regulamento por ter desfilado com apenas 44 integrantes na bateria, quando o mínimo são 50...
A Mocidade Independente, do bairro da Cohab,  perdeu 5 pontos por ter descumprido previsto no artigo 28, inxiso III do regulamento, desfilando com menos de 8 alas com 30 componentes...
A Turma da Mangueira perdeu cinco pontos por ter desfilado com apenas 30 baianas, quando o mínimo pelo regulamento são 50...

Nenhum comentário:

Postar um comentário