quarta-feira, 16 de agosto de 2017

São Luís ficará sem o dinheiro do PAC para recuperar o centro histórico

     
São Luís ficará sem parte das 33 obras anunciadas do PAC Cidades Históricas com investimentos da ordem de R$ 133 milhões em obras de restauração do acervo da cidade.  Os cortes de Temer atingiram em cheio as finanças do programa de maneira geral, e, particularmente a linha de investimento para preservação de patrimônio.

     Segundo a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Maranhão, Iphan, Kátia Bogeá, longeva ex-superintende do órgão no Maranhão sob as bênçãos do senador José Sarney, o dinheiro estaria mofando nos cofres oficiais, aguardando apenas as licitações de projeções e obras.

     Concluída as 33 obras previstas, o centro histórico ganharia algum alento diante do processo de deterioração lento e gradual do acervo arquitetônico e urbanístico. Em muitos casos, irreversível. Sarney assiste impávido de olho no proveito político. Afinal, o patrimônio de São Luís é propriedade velada do seu acervo pessoal, vide Convento das Mercês. 

    Com os recursos contingenciados, o PAC Cidades Históricas deverá empacar. Por determinação do presidente da República, a liberação dos recursos priorizará as obras que estiverem com licitações realizadas ou em processo.

    Do conjunto de projetos existes, há alguns com obras em andamento, como o Palácio das Laranjeiras, Teatro Arthur Azevedo; outros com projeto licitado, caso do Mercado Central. Muitos deles nem isso, nem aquilo. A restauração do MC enfrenta questiúnculas judiciais.

    Conselheiro de Temer, o ex-senador José Sarney articula na República para manter o feudo político no Maranhão. Sem mandato, o cacique do PMDB não move uma palha em benefício do Estado natal. Todos seus movimentos são a favor da família, dele. Foram do seu domínio, a ordem é semear o caos administrativo.

     Em sues trajetória política, as articulações mais notórias no Estado foram em prol da reeleição da filha Roseana Sarney ao governo do Maranhão, após lhe entregar de mão beijada o governo usurpado de Jackson Lago via injustiça eleitoral. Numa destas empreitadas contou com a colaboração dos petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, na promessa de uma refinaria Premium. Volta e meia Sarney usa o centro histórico para criticar adversários e enaltecer a filha, omitindo ações do Projeto Praia Grande, fase seminal da restauração do centro na gestão João Castelo. Como amante do padre Antonio Vieira, mente descaradamente.


Obras do PAC Cidades Históricas
Restauração:
Palácio das Lágrimas - UFMA/Palácio da Ciência
Sobrado do Fórum Universitário - UFMA/Curso de Direito
Palácio Cristo Rei - UFMA/Reitoria
Sobrado da Rua da Estrela, 386 - Fapema
Imóvel da R. 14 de Julho - Teatro Tablado/UFMA
Sobrado da Rua da Estrela - Faculdade de História
Fábrica São Luís - Câmara de Vereadores
Mercado Central
Sobrado da Av. Pedro II, 199/205 - Junta Comercial
Igreja do Carmo
Sobrado da Rua Portugal, 303 - Secretaria do Estado da Cultura
Solar dos Vasconcelos - Dep. De Patrimônio Histórico
Escola de Música do Estado do Maranhão
Sobrado da Baronesa de São Bento - Coteatro
Museu Histórico Artístico do Maranhão
Teatro Artur Azevedo
Sobrado da Rua Portugal - Secretaria de Turismo
Sobrado da Rua Portugal - Casa de Nhozinho
Antigo Galpão de Algodão - Centro de Criatividade Odylo Costa Filho
Sobrado Rua do Giz - Centro de Cultura Popular
Sobrado Rua Portugal - Museu de Artes Visuais
Sobrado Rua Giz - Centro de Arqueologia
Sobrado Rua da Estrela - Biblioteca Escolar
Teatro João do Vale
Sobrado do Arquivo Público
Antiga Alfândega - Casa do Maranhão
Sobrado à Rua de Nazaré, 316 - Secretaria de Direitos Humanos
Sobrado do Centro Artístico Operário
Sobrado Rua de Nazaré, 135 - anexo do Museu da Gastronomia
Casarões Rua do Giz - Implantação do Polo Digital
Igreja de Santana
Igreja de Santo Antônio
Igreja de São João
Casarões na Rua da Palma, 445 e 459 (habitação de interesse social)
Fachada de Azulejo do Sobrado da Praça João Lisboa, 37
Sobrado Rua Nazaré, 58 - Centro Educacional Guaxenduba
Sobrado Rua do Giz esquina com Rua 14 de Julho/Escola de Música da UEMA
Sobrado na Praça Antônio Lobo - Casa do Estudante/Uema
Restauração e adaptação:
Palacete da Rua Formosa, 46 - Sec. Mun. de Turismo
Requalificação urbanística:
Rua Grande (incluindo embutimento da fiação aérea)
Requalificação:
Praça João Lisboa e Largo do Carmo
Praça da Alegria
Fortaleza São Luís
Implantação:
Praça das Mercês

Nenhum comentário:

Postar um comentário