sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Parada do orgulho LGBT de São Luís está sem espaço para edição deste ano

   
    A 14º Parada do orgulho LGBT em São Luís enfrenta um empasse: não há espaço para sua realização. Com impedimentos legais que proíbem a realização do evento na Praia do Calhau, por conta de um Termo de Ajustamento de Conduta do Ministério Público do Estado do Maranhão, os organizadores tentaram como alternativa realizar a parada no centro histórico. Os organizadores chegaram divulgar pelas redes sociais a realização da parada no dia 3 de setembro no circuito Praia Grande- Avenida Beira-Mar até a Maria Aragão. 

    Com participação de nove trios elétricos gigantes, a fiação elétrica de alta voltagem é um dos empecilhos para que seja realizada no centro. Outras razões fazem com que as licenças não sejam concedidas. Há grande riscos de eventuais danos ao patrimônio público e histórico da cidade diante do número de participantes. No ano passado, segundo cálculo extraoficiais foram 100 mil pessoas concentradas ao longo do circuito. Os organizadores tentam com o governador Flávio Dino a liberação da avenida Litorânea, hoje uma rodovia estadual. Para isso, pedem que o chefe do Executivo dobre os argumentos da procuradora Sandra Elouf.

Nenhum comentário:

Postar um comentário