sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Encontro Nacional de Prostitutas em São Luís (MA) terá participação de Jean Willis

   
São Luís vai sediar o 6º Encontro Nacional de Prostitutas entre 21 e 23 de setembro, no Convento das Mercês. Durante os três dias de realização do encontro serão debatidos diversos com representações nacionais como a luta das trabalhadoras sexuais brasileira na perspectiva do futuro. 

    O evento é promovido pela Associação de Prostitutas do Maranhão, presidido por Maria de Jesus,  Rede Brasileira de Prostituas e Central Única de trabalhadores Sexuais. A mesa de abertura será com o painel "30 anos de memórias, histórias e lutas das trabalhadoras sexuais" que homenageará Gabriela Leite. Representantes dos estados do Pará, Minas Gerais, Distrito Federal  entre outras unidades da federação.

    A programação do evento será encerrada com uma Puta Festa Maranhense de 30 Anos, após o desfile Grife Daspu com trilha ao vivo do DJ Dolores. Representante do Museu do Sexo das Putas, de Minas Gerais, está confirmada na mesa que debaterá "Prostituição e cidades: Memórias e desafios contemporâneos". O museu foi residência artística realizada no ano passado, reunindo 10 artistas plásticos com duração de um mês. O documentário "Entre fronteiras", do Canal Futura será exibido no dia 22 de setembro. 

    Ao longa do período de realização do encontro várias mesas serão realizadas abordando tema como avanços, retrocessos e perspectivas do trabalho sexuais, direitos e legislação no Brasil.  Esta prevista a participação do deputado federal Jean Willis (PSOL - RJ). 

MANCHETES DO DIA

MARANHÃO
 -  Engenheira descontrói versão do governo Dino




REGIÃO

Terrorismo sem fronteiras


O mundo em extremos


NACIONAL


Terror tinge de sangue as ramblas do planeta

Terror em Barcelona deixa pelo menos 13 mortos e 100 feridos


Atentado com van mata 13 em centro turístico de Barcelona

 Van do terror mata 13 no coração de Barcelona

 Dor no coração de Barcelona

Pré-candidatos antecipam giros pelo país

 A indefinição no cenário político para 2018 fez com que os políticos que almejam uma candidatura a presidente antecipassem os giros pelo país. Nos últimos dias, o Nordeste tem sido o principal destino dos pré-candidatos. Para tentar manter a boa popularidade na região, o petista Luiz Inácio Lula da Silva iniciou ontem, em Salvador, uma caravana por nove estados. Já o tucano João Doria, que tenta se tornar conhecido entre os nordestinos, completará hoje a visita à quarta capital da região este mês.
Outros presidenciáveis, como Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSC), também têm apostado em viagens, mas sem priorizar uma região específica.
Com o objetivo de evitar que a condenação a nove anos e meio de prisão por corrupção abale a sua imagem, Lula vai percorrer de ônibus mais de 4.000 quilômetros. O giro incluirá visitas a obras de seu governo e está previsto para terminar no dia 5 de setembro, em São Luís.
Apontado como plano B do PT caso Lula seja impedido de concorrer por causa de uma condenação em segunda instância, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad também tem viajado pelo país, atendendo um pedido do próprio ex-presidente.
O TENSO ROTEIRO TUCANO Já no PSDB as viagens são motivo de discórdia. As visitas do prefeito de São Paulo, João Doria, para outros estados começaram discretamente há cerca de dois meses e ganharam força mesmo nas últimas semanas. Somente este mês, ele esteve em Salvador, Palmas, Natal e Curitiba. Na capital da Bahia, na semana passada, chegou a levar uma ovada. Hoje, ele irá a Recife e Fortaleza. Nessas cidades, Doria se reúne com lideranças políticas e empresariais, dá entrevistas e divulga tudo nas redes sociais.
A postura do afilhado político fará o governador Geraldo Alckmin também começar rodar o país com mais intensidade. Na semana passada, ele esteve em Porto Alegre. Por enquanto, não há outras viagens confirmadas.
Alckmin já vinha fazendo reuniões reservadas com políticos de outros estados e dando entrevistas à distância a rádios do interior do país. O “tour“do prefeito tem sido interpretada por alckmistas como sinal de que Doria tenta sim viabilizar uma candidatura presidencial.
O governador paulista já se declarou pré-candidato à Presidência. Doria não descarta disputar a eleição, mas garante que não enfrentará uma prévia com o padrinho político.
Com um partido menos estruturado, Jair Bolsonaro usa as viagens para ter contato com os simpatizantes que o seguem nas redes sociais. Na tarde de ontem, ele levou uma ovada de uma manifestante durante uma visita a Ribeirão Preto (SP). Bolsonaro foi à cidade para dar uma palestra, em um centro de convenções, organizada pelo PEN, partido para onde pretende migrar. No momento em que foi atacado, o deputado estava em uma cafeteria. O deputado planeja visitar a Festa do Peão de Barretos (SP), amanhã.
Já Ciro Gomes tem participado sobretudo de debates em universidades, com alunos e professores. Ele também costuma fazer palestras a convite de sindicatos e empresários. Hoje Ciro está no Maranhão, onde vai participar de um debate com o governador Flávio Dino (PCdoB).
Outro nome cotado para estar na disputa do ano que vem, Marina Silva (Rede) tem concentrado a sua atuação em aparições nas redes sociais sobre os temas que têm dominado o debate político. (Fernanda Krakovics, Sérgio Roxo e Silvia Amorim de O Globo).

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Charge do dia - Cabalau


MANCHETES DO DIA

MARANHÃO
 -  Aluguel na gestão Temer vira escândalo nacional




REGIÃO

Alto índices de homicídios assusta pequenas cidades


Dragão do Mar - O impacto urbano da degradação no entorno


NACIONAL


TCU manda 702 policiais voltarem às ruas do DF

Estados 'escondem' déficit de R$ 30 bi com previdência


Aliados de Temer se tornam ameaça a meta fiscal

 Um em cada três PMs mortos é do Rio

 Pacote do Planalto para reajuste das contas deve enfrentar reação no Congrtesso

Sobre porte de fuzil

“Quem tem em casa uma arma de uso restrito das Forças Armadas não pode utilizar a justificativa da autodefesa”
Deputada Eliziane Gama (PPS)

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

São Luís ficará sem o dinheiro do PAC para recuperar o centro histórico

     
São Luís ficará sem parte das 33 obras anunciadas do PAC Cidades Históricas com investimentos da ordem de R$ 133 milhões em obras de restauração do acervo da cidade.  Os cortes de Temer atingiram em cheio as finanças do programa de maneira geral, e, particularmente a linha de investimento para preservação de patrimônio.

     Segundo a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Maranhão, Iphan, Kátia Bogeá, longeva ex-superintende do órgão no Maranhão sob as bênçãos do senador José Sarney, o dinheiro estaria mofando nos cofres oficiais, aguardando apenas as licitações de projeções e obras.

     Concluída as 33 obras previstas, o centro histórico ganharia algum alento diante do processo de deterioração lento e gradual do acervo arquitetônico e urbanístico. Em muitos casos, irreversível. Sarney assiste impávido de olho no proveito político. Afinal, o patrimônio de São Luís é propriedade velada do seu acervo pessoal, vide Convento das Mercês. 

    Com os recursos contingenciados, o PAC Cidades Históricas deverá empacar. Por determinação do presidente da República, a liberação dos recursos priorizará as obras que estiverem com licitações realizadas ou em processo.

    Do conjunto de projetos existes, há alguns com obras em andamento, como o Palácio das Laranjeiras, Teatro Arthur Azevedo; outros com projeto licitado, caso do Mercado Central. Muitos deles nem isso, nem aquilo. A restauração do MC enfrenta questiúnculas judiciais.

    Conselheiro de Temer, o ex-senador José Sarney articula na República para manter o feudo político no Maranhão. Sem mandato, o cacique do PMDB não move uma palha em benefício do Estado natal. Todos seus movimentos são a favor da família, dele. Foram do seu domínio, a ordem é semear o caos administrativo.

     Em sues trajetória política, as articulações mais notórias no Estado foram em prol da reeleição da filha Roseana Sarney ao governo do Maranhão, após lhe entregar de mão beijada o governo usurpado de Jackson Lago via injustiça eleitoral. Numa destas empreitadas contou com a colaboração dos petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, na promessa de uma refinaria Premium. Volta e meia Sarney usa o centro histórico para criticar adversários e enaltecer a filha, omitindo ações do Projeto Praia Grande, fase seminal da restauração do centro na gestão João Castelo. Como amante do padre Antonio Vieira, mente descaradamente.


Obras do PAC Cidades Históricas
Restauração:
Palácio das Lágrimas - UFMA/Palácio da Ciência
Sobrado do Fórum Universitário - UFMA/Curso de Direito
Palácio Cristo Rei - UFMA/Reitoria
Sobrado da Rua da Estrela, 386 - Fapema
Imóvel da R. 14 de Julho - Teatro Tablado/UFMA
Sobrado da Rua da Estrela - Faculdade de História
Fábrica São Luís - Câmara de Vereadores
Mercado Central
Sobrado da Av. Pedro II, 199/205 - Junta Comercial
Igreja do Carmo
Sobrado da Rua Portugal, 303 - Secretaria do Estado da Cultura
Solar dos Vasconcelos - Dep. De Patrimônio Histórico
Escola de Música do Estado do Maranhão
Sobrado da Baronesa de São Bento - Coteatro
Museu Histórico Artístico do Maranhão
Teatro Artur Azevedo
Sobrado da Rua Portugal - Secretaria de Turismo
Sobrado da Rua Portugal - Casa de Nhozinho
Antigo Galpão de Algodão - Centro de Criatividade Odylo Costa Filho
Sobrado Rua do Giz - Centro de Cultura Popular
Sobrado Rua Portugal - Museu de Artes Visuais
Sobrado Rua Giz - Centro de Arqueologia
Sobrado Rua da Estrela - Biblioteca Escolar
Teatro João do Vale
Sobrado do Arquivo Público
Antiga Alfândega - Casa do Maranhão
Sobrado à Rua de Nazaré, 316 - Secretaria de Direitos Humanos
Sobrado do Centro Artístico Operário
Sobrado Rua de Nazaré, 135 - anexo do Museu da Gastronomia
Casarões Rua do Giz - Implantação do Polo Digital
Igreja de Santana
Igreja de Santo Antônio
Igreja de São João
Casarões na Rua da Palma, 445 e 459 (habitação de interesse social)
Fachada de Azulejo do Sobrado da Praça João Lisboa, 37
Sobrado Rua Nazaré, 58 - Centro Educacional Guaxenduba
Sobrado Rua do Giz esquina com Rua 14 de Julho/Escola de Música da UEMA
Sobrado na Praça Antônio Lobo - Casa do Estudante/Uema
Restauração e adaptação:
Palacete da Rua Formosa, 46 - Sec. Mun. de Turismo
Requalificação urbanística:
Rua Grande (incluindo embutimento da fiação aérea)
Requalificação:
Praça João Lisboa e Largo do Carmo
Praça da Alegria
Fortaleza São Luís
Implantação:
Praça das Mercês

Maranhão na Tela -Programação de abertura nesta quarta, 16


Na Coluna do Estadão

» Calma, minha gente. Relator da CPI do BNDES, o senador Roberto Rocha (PSBMA) “tranquilizou” empresas preocupadas com a comissão. “Se detectarmos o desvio de conduta de alguma pessoa física, a gente não pode necessariamente punir a empresa”, disse.

» Suave. Diante de apenas dois colegas na CPI, Rocha prosseguiu: “Quero deixar bem clara essa posição para tranquilizar algumas empresas preocupadas com a CPI”, afirmou.


MANCHETES DO DIA

MARANHÃO
 -  Dino gasta quase R$ 2 mi em aluguéis de prédios fechados




REGIÃO

Ajuste vai pesar mais para o servidor


Governo suspende reajuste de servidor e corta 60 mil cargos


NACIONAL


Ajuste atinge em cheio os servidores

Governo prevê déficit de R$ 159 bi e anuncia pacote


Governo eleva rombo fiscal e anuncia pacote de aperto

 Governo eleva rombo, congela salários e aumenta impostos

 Centro de triagem inaugurado

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Mestre Patinho será premiado 'in memoriam' pela Fapema e Secult

   
O mestre Patinho da capoeira, que morreu em junho aos 64 anos de idade, é um dos vencedores do Prêmio Mestre e Mestras d Cultura Popular e Tradicional, lançado pelo edital da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão, Fapema, em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo do Estado. A cerimônia de entrega do prêmio será nesta quinta-feira (17), às 18h30, no Convento das Mercês, em São Luís.  A homenagem é uma demonstração de valorização da cultura popular e tradicional do Maranhão.

     O objetivo da premiação é reconhecer o valor dos homenageados, que são detentores dos conhecimentos e expressões culturais populares e tradicionais que, por seus saberes e forma de expressão, preservam a história maranhense.

    
    O prêmio está divido em dez categorias: Bumba meu Boi, Tambor de Crioula, Capoeira, Festas Religiosas Tradicionais, Danças Populares, Blocos Tradicionais, Artesanato Tradicional, Música Popular Maranhense, Culinária Tradicional e Griôs/Povos Tradicionais de Terreiro. Os dez candidatos vencedores receberão diploma de reconhecimento e premiação no valor de R$ 20 mil. Entre os ganhadores estão mestres e metras dos municípios de São Luís, Icatu, Amarante do Maranhão, Axixá, Alcântara, Bacabal e Caxias. 


Premiados e categorias

Antônio Ribeiro (Seu Tonico) – Bumba-meu-boi

José Tomás dos Santos ( Zequinha de Militão) – Tambor de Crioula

Antônio José da Conceição Ramos (Mestre Patinho)  - Capoeira  ( in memoriam)

Vicente Ramu’i Guajajara – Festas Religiosas Tradicionais – Festa do Mel

José Carlos Leite – Danças Populares Maranhenses

Waldete Moraes Corrêa (Cabeça Branca) – Bloco Tradicional

Neide de Jesus – Artesanato Tradicional Maranhense

Maria do Socorro Silva (Patativa) – Música Popular Maranhense

Maria de Nazareth do Nascimento Souza (Mestra Nazinha) – Culinária Tradicional Maranhense

Maria Madalena Carvalho (Mãe Madalena) - Griôs de Comunidades Tradicionais de Matriz Africana - Povos de Terreiro

Mais de 47 mil famílias ficam de fora do Bolsa Família no Maranhão

   
Entre janeiro e julho deste ano, mais de 47 mil famílias foram desligadas do programa Bolsa Família no Maranhão.  No mesmo período na capital do Estado, o corte atingiu 7.541 famílias que deixaram de receber o benefício. 

    No período de seis meses houve queda de quase R$ 1 milhão no valor pago no Programa Bolsa Família do Governo Federal em São Luís. Sem os recursos, as famílias se amparam agora em outros programas do Cadastro Único do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário e na política de proteção social do estado e município. 


    O corte mais acentuado foi registrado entre julho e julho. Foram 4.858 a menos. São Luís contava com 85.038 inscritas no Bolsa Família em janeiro de 2017. No mês de julho, receberam 77.447 famílias. 

    Em janeiro deste ano, 968 mil famílias maranhenses ou residentes no território estavam inscritas no programa. O valor pago neste mês aos beneficiários do program de transferência de renda foi de R$ 202.664.466,00, injetando recursos na economia dos 217 municípios. O valor médio do desembolso no estado alcançava R$ 209,17.  Seis meses depois o programa mantém 920.958 famílias cadastradas no Maranhão, com redução de R$ 4 milhões no valor pago. Na média o benefício sofreu reajuste de R$1,14.


Fazer do país uma potência do turismo - VINICIUS LUMMERTZ

    A conceituada revista "Condé Nast Traveler", dirigida ao turismo de alto padrão, elegeu o Brasil como o país mais bonito do mundo.

    O canal mundial de notícias CNN escolheu o povo brasileiro como o mais "cool" do planeta.

    A respeitada "Wanderlust", publicação inglesa especializada em ecoturismo, fez uma enquete com celebridades de diversos segmentos, e o chef Michel Roux Jr, apresentador da rede de TV BBC, foi categórico: destaque na gastronomia é o Brasil.

    Na pesquisa que o Ministério do Turismo realizou com os turistas no Rio de Janeiro ao final dos Jogos Olímpicos, mais de 95% declararam que pretendiam voltar ao país.

    Na contramão, a crise política e a falta de segurança, em especial no Rio, não escapam ao olhar frio das câmeras e, consequentemente, ao olhar globalizado da mídia.

    Enfrentar com vigor os problemas de segurança e, ao mesmo tempo, trabalhar com muito mais empenho e recursos a promoção são as tarefas urgentes, e gigantes, que se impõem. É preciso reconhecer que incentivar o turismo é uma prioridade para virar a página negativa do noticiário sobre o Brasil, que percorre o mundo.

    Ainda mais se considerarmos o impacto dessa atividade na geração de negócios: movimenta 52 setores da cadeia produtiva, é responsável pela garantia de cerca de 10% de empregos (entre diretos e indiretos) e gera riquezas na ordem de 8% PIB.
Estamos, porém, nas últimas posições no ranking de países no que diz respeito às condições de investimento em turismo.

    Com a missão de promover internacionalmente a imagem do Brasil, a Embratur conta com uma única fonte de recursos, o Orçamento da União, que vem sofrendo uma série de cortes e contingenciamentos. Em 2016, o valor não passou de 20% do total que era destinado há sete anos.

    Enquanto países vizinhos gastam cada vez mais em promoção internacional e modernizam as estruturas de seus organismos, atuamos na contramão dessa história.

    A Argentina investiu no ano passado US$ 36 milhões, a Colômbia, cerca de US$ 48 milhões, e o México, mais de US$ 400 milhões. Todos eles apresentam fluxos turísticos internacionais sólidos e crescentes.

    Em 2016 sobrou para a Embratur aplicar na promoção internacional (campanhas de mídia, feiras, press trips) menos de US$ 17 milhões. Com isso, continuamos a patinar na faixa dos 6,6 milhões de turistas internacionais anuais, enquanto os países vizinhos vêm avançando.

   Uma solução está prestes a ser analisada pelo Congresso Nacional, o projeto de lei 7425/2017, que propõe a transformação da Embratur em um serviço social autônomo.

    Como autarquia não há possibilidade, por exemplo, de contratar pessoal qualificado no exterior, nem firmar convênios ou parcerias com a iniciativa privada. Os parlamentares brasileiros estão sensibilizados sobre a importância dessa mudança.

    É preciso abrir bem os olhos e enxergar o turismo como uma grande ferramenta capaz de alavancar a economia e superar a recessão, a exemplo de outras nações.
Espanha, Portugal e, mais recentemente, Tailândia saíram de graves crises econômicas e retomaram o crescimento dessa maneira.

    De acordo com o Fórum Econômico Mundial e a Organização Mundial de Turismo, temos, entre todos os países do mundo, o maior potencial de belezas naturais e o oitavo em riqueza cultural.

    Ao não desenvolvermos as vantagens que temos, estaremos enganando os próprios brasileiros. O país mais lindo do mundo, o mais "cool", o da mais exuberante natureza e diversificada cultura e gastronomia tem uma obrigação: transformar-se em potência mundial do turismo.

VINICIUS LUMMERTZ, cientista político, é presidente da Embratur. Foi secretário nacional de políticas de turismo no Ministério do Turismo (governo Dilma)

Dono da Brain Propaganda agride advogado por causa de vaga na calçada de prédio

video


    O advogado Christiano Arrivabene Cavalcante foi agredido por Murilo Coelho Neto, dono da agência Brain Propaganda, quando tentava entrar no Edifício Atrium Plazza, na segunda-feira, 14, pela manhã, após estacionar. O caso foi registrado somente nesta terça-feira, 15. Imagens do circuito interno do prédio situado na rua Mitras, no Reenascença II, mostra o momento em que o publicitário empurra o advogado, quase o derrubando, e sob ameaça veemente o conduz à força para fora do prédio.
    
   Segundo Boletim de Ocorrência registrado por Christiano Arrivabene, totalmente descontrolado o suposto publicitário o abordou após este ter estacionado em frente ao prédio onde trabalha. O dono da Brain reclamava propriedade da vaga pública. Desferindo socos no vidro do automóvel do advogado, o publicitário exigia que este saísse do carro o ameaçando verbalmente.
    
    O porteiro e a zeladora testemunharam as agressões do publicitário contra o advogado, mas temerosos de retaliações se negaram a prestar qualquer depoimento sobre o caso. 

    Sobre ameaça, o advogado retirou o carro do local, enquanto comunicava o caso à polícia e solicitava uma viatura no local, que nunca chegou. Após isso, Christiano Arrivabene foi vítima de socos no abdômen desferidos por Murilo Neto. 

    Imagens do circuito externo do Atrium Plazza, que flagraram a ação do suposto publicitário, foram solicitadas ao Síndico, Hugo Sauaia. Segundo Sauaia a empresa Facility Condomínio, responsável pela vigilância, informou que as mesma haviam sido voluntariamente delatadas.

    Da mesma forma , o proprietário da lanchonete Mundo das Coisas, em frente ao prédio, também se negou a fornecer as imagens que constaram a extensão da agressão do suposto publicitário ao advogado.








No PAINEL da Folha de S. Paulo

Eu quero Os convites para que Fernando Haddad faça palestras pelo país aumentaram depois que seu nome foi colocado como plano B do PT na disputa pela Presidência, caso o ex-presidente Lula seja impedido de concorrer.
Vou de bike Na quinta (17), o petista desembarca em Brasília para participar de um debate sobre mobilidade na Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara. Há chamados para eventos em outros cinco Estados: Maranhão, Pará, Espírito Santo, Santa Catarina e Minas.
Vai tarde Haddad esteve com o governador Paulo Câmara (PSB-PE) na semana passada. Na conversa, o pessebista avaliou que, a essa altura, é melhor mesmo que a ala do PSB que defende a aliança com o presidente Michel Temer saia da sigla para se somar ao DEM.

MANCHETES DO DIA

MARANHÃO
- Mais de 1.200 veículos leiloados este ano no MA




REGIÃO

Revisão do rombo gera impasse no governo


AMC muda entendimento e motoristas podem ser multados



NACIONAL


GDF pretende parcelar salário dos servidores

MPF diz que Joesley mentiu e quer cobrar R$ 1 bilhão


Rio em crise tem um PM morto a cada dois dias


 Pressão dos aliados dificulta revisão do rombo fiscal

 Qualidade de vida recua no RS devido à crise e a violência

Ceará e Maranhão celebram parceria para implantação de programa de aprendizagem

    Os Governos do Ceará e Maranhão celebraram, na tarde desta segunda-feira (14), uma cooperação técnica na área da Educação. No acordo firmado, o governo cearense vai ajudar no fortalecimento do Avança: Programa de Regularização de Fluxo Escolar e do Mais Ideb, ações que pretendem elevar os índices educacionais maranhenses. A parceria entre os dois estados foi destaque durante encontro realizado Palácio Henrique de La Rocque, em São Luís, com a presença do governador Flávio Dino, do secretário da Educação do Ceará e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Idilvan Alencar, e do secretário da Educação do Maranhão, Felipe Camarão.

   “Essa parceria nos enche de orgulho por ser um reconhecimento pelo bom desempenho da educação cearense na última década. Como resultado do Mais Paic - Programa de Aprendizagem na Idade Certa, hoje, das 100 melhores escolas do Brasil no Ideb, 77 são cearenses, além de ocuparem os 24 primeiros lugares. Para nós cearenses, é uma honra poder colaborar com a alfabetização e com os irmãos maranhenses”, destacou Idilvan.

    Durante a solenidade, o governador Flávio Dino frisou a importância da cooperação com o Ceará nas ações de alfabetização. Segundo ele, o Avança e o Mais Ideb têm o objetivo de alavancar os níveis de aprendizagem e equidade dos alunos maranhenses em Língua Portuguesa e Matemática, matriculados do 1° ao 5° ano do Ensino Fundamental nas redes estadual e municipais.

    Já o secretário Felipe Camarão ressaltou que o Ceará tem, atualmente, o quinto melhor Índice de Desenvolvimento da Básica (Ideb) do Brasil, no Ensino Fundamental, pela experiência bem- sucedida em ações de regime de colaboração com os municípios. “O estado do Ceará deu um salto de qualidade no Ideb, e, portanto, nos ajudará com subsídios técnicos e materiais, que serão aplicados no Avança e no Mais Ideb”, afirmou.

    Por meio da experiência com o Mais Paic, que é uma política com foco na aprendizagem de referência nacional, a Seduc vai ajudar, durante dois anos, na elaboração de diretrizes para auxílio na colaboração entre estado e municípios, além de promover um assessoramento técnico, com formações, protocolos de monitoramento e avaliação ao longo do ano letivo.

    O Avança está estruturado em três áreas de atuação: Apoio à Gestão, que envolve a instituição formal do programa e a estrutura necessária para o seu funcionamento; o Fortalecimento da Aprendizagem, que se relaciona à padronização de currículo e material didático no ensino fundamental, formação de professores e gestores escolares, monitoramento/avaliação da aprendizagem, estímulo à leitura e valorização da produção literária local e incentivos à melhoria de resultados nas redes de ensino; além de Infraestrutura e Suporte, que propõe estratégias para suprir demanda por educação infantil e organização das redes, visando à otimização de recursos e a potencialização de resultados.

PAIC

O Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic) foi transformado em política pública prioritária do Governo do Ceará, em 2007, com a meta de garantir a alfabetização dos alunos matriculados no 2º ano do Ensino Fundamental da rede pública cearense. O programa oferece aos municípios formação continuada aos professores, apoio à gestão escolar, entre outros aspectos. Juntamente com outras experiências, o Paic contribuiu para a estruturação, por parte do Ministério da Educação, do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC).

    Em 2011, o Governo do Ceará expandiu as ações até 5º ano, com vistas a melhorar os resultados de aprendizagem da etapa inicial do Ensino Fundamental. Essa iniciativa foi denominada Programa Aprendizagem na Idade Certa (Paic+5).

    O governador Camilo Santana lançou, em 2015, o Mais Paic- Programa de Aprendizagem na Idade Certa com o objetivo de ampliar o trabalho de cooperação já existente com os 184 municípios, que além da Educação Infantil e do 1º ao 5º ano, passou a atender também do 6º o 9º ano nas escolas públicas cearenses.

    Ao todo, o Mais Paic recebe investimento de R$ 43 milhões do Governo do Estado, por meio da Seduc, sendo R$ 22,5 milhões distribuídos em premiação para as melhores escolas; R$ 7 milhões para a realização da avaliação; R$ 7 milhões para aquisição de material didático; R$ 5 milhões em bolsas; e R$ 1,5 milhão em apoio logístico para a execução das formações.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Diabetes - Assembleia Legislativa do Maranhão lança edital pra comprar açúcar


MANCHETES DO DIA

MARANHÃO
- R$7,28 bi do FGTS rateados a trabalhador 



REGIÃO

Lucro do FGTS depositado na conta do trabalhador


Guerras de facções causa mortes, feridos e fugas em presídios

NACIONAL


Vem aí tesourada nos gastos com servidores

Temer e DEM tentam atrair Doria para a eleição


Cresce oposição a modelo que altera eleição parlamentar

 Governo ainda tenta fechar contas e vai elevar rombos

 Congresso corre para mudar regras eleitorais para 2018