terça-feira, 18 de julho de 2017

Na coluna Poder em Jogo

Puxão de orelhas

Denunciadas por ocupar a Mesa do Senado na votação da reforma trabalhista, as petistas Gleisi Hoffmann, Fátima Bezerra e Regina Souza e as colegas Lídice da Mata (PSB) e Vanessa Grazziotin (PCdoB) fizeram um apelo ao presidente do Conselho de Ética. Querem que João Alberto (PMDB) reconsidere a acusação. Alegam que o ex-senador tucano Arthur Virgílio fez o mesmo no passado, em protesto pela demora na instalação de uma CPI, e nada lhe aconteceu. Elas têm o apoio de 21 senadores, inclusive de dois autores da denúncia. Aliados de Eunício Oliveira dizem que não deve haver pedido de cassação, mas de uma advertência elas não escapam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário