sábado, 9 de dezembro de 2017

Eliziane conversa com jornalistas sobre pré-candidatura ao Senado

   
     A deputada federal Eliziane Gama reuniu-se na tarde deste sábado,9, com um grupo de jornalistas maranhenses para falar sobre a pré-candidatura ao Senado Federal.
   
    A parlamentar disse que o processo de pré-candidatura é irreversível, pois conta com o apoio e incentivo da igreja evangélica no Maranhão e do seu partido, o PPS.
    
    "A candidatura ao Senado Federal é grande desafio e ao mesmo tempo é uma grande responsabilidade. Eu recebi este desafio do meu partido e da minha igreja. Agora estamos muito firmes nesta meta, principalmente para corresponder às expectativas destas duas grandes representações. Embora seja algo desafiador, eu não vou me acovardar e nem recuar, até mesmo porque eu nunca recuei dos grandes desafios da minha vida”, afirmou Eliziane.

    Sobre o Governador Flávio Dino, a deputada Eliziane Gama reafirmou que foi aliada do governador nas últimas eleições e continuará apoiando e contando com seu apoio.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

MANCHETES DO DIA

Polícia faz força-tarefa para capturar envolvidos no crime



Começa a guerra contra o mosquito




TSE lista 1.547 obras paradas


Ceará tem 7 dos 10 municípios com melhores índices no País


 Aluno da UNB morre após ser esfaqueado em assalto

Palestinos reagem a Trump; Israel lança ataque a Gaza

 Temer cria pacote de bondades para acelerar retomada

 Sem apoio suficiente, governo marca votação da reforma

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

MANCHETES DO DIA





Ex-prefeito é morto em mais um crime de pistolagem no Maranhão




Falta remédio para câncer de mama em PE


Cúpula da segunda maior delegacia do Ceará é afastada


 Eternamente Brasília

Temer acena com mais verba para reforma da Previdência avançar

 Taxa de juro cai a 7% e atinge mínima histórica

 Decisão de Trump sobre Israel isola os EUA

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Poema do Dia

Salmo Salomônico

vaidade
das vaidades
tudo é
vaidade
a humildade
a verdade
e a própria
felicidade



* Luís Augusto Cassas - Deus Mix (Imago - 2001)

MANCHETES DO DIA

Gratificação extra para diretores de escolas



600 mil ficarão sem água na cidade




Jovem pode pegar até 70 anos de prisão

Mais um homem ateia fogo contra a família



 Taxas de cartórios vão subir até 769% no DF

Governo busca 56 votos para aprovar reforma ainda este ano

 Reprovação do Congresso atinge patamar recorde

 PMDB indica apoio à reforma, mas aliados ainda resistem

Hilda Hilst na Flip

Escritora paulista teve maior parte do reconhecimento só depois de sua morte, em 2004, e nutria relação complicada com o mercado editorial

Escritora paulista será a homenageada da próxima edição.
Mais um capítulo da recente revisão da obra de Hilda Hilst vai ocorrer em 2018: a escritora paulista é a homenageada da próxima edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que ocorre de 25 a 29 de julho.
A obra de Hilda Hilst (19302004) está sendo reeditada pela Companhia das Letras (Da Poesia saiu em abril; Da Prosa sai em 2018, bem como uma adaptação em quadrinhos, uma coletânea de poemas de amor e uma edição de bolso). Dois livros de entrevistas devem sair pela Globo (que havia relançado a obra da poeta entre 2000 e 2014). Há conversas com algumas casas sobre a publicação de diários inéditos.
“A obra da Hilda exige do leitor um certo conhecimento de literatura e arte, ela convida ao entendimento mais complexo dessas duas coisas”, diz a curadora da Flip, Josélia Aguiar. “Pode ser um convite para as pessoas tentarem compreender mais. Uma forma de reforçar a necessidade de as pessoas terem uma intimidade maior com a arte e não ter pensamentos equivocados, resultado de um problema de formação de leitores.”
Bem como Lima Barreto, homenageado em 2017, Hilda ainda não tem sua obra consolidada no cânone da literatura brasileira e sempre teve um relacionamento complicado com o mercado editorial em vida. Ela mesma reconhecia isso. Uma avaliação que Hilda fez da própria obra nos anos 1990: “Maravilhosa. Fico besta de ver como as pessoas não entendem o que escrevi.”

No Painel da Folha de S. Paulo

TIROTEIO
A queda de Doria não é surpresa. O povo não ia perdoar quem, como diz o samba, ‘pagou com traição, a quem sempre lhe deu a mão’.
DO DEPUTADO ESTADUAL CAMPOS MACHADO, líder do PTB na Alesp, sobre a escalada da reprovação a João Doria, que chegou a 39%, segundo o Datafolha.

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Viagens por terras indígenas é tema de exposição em cartaz na Galeria Traoiche


Visões, cores, movimentos e passagens por terras indígenas estão traduzidas nas pinturas em telas com suporte de papel de fibra de bananeira, que a artista plástica Babula apresenta na exposição “Viagem”. A mostra estreia nesta quarta-feira (6), às 19h, com um coquetel de abertura e uma visita guiada na Galeria Trapiche Santo Ângelo, equipamento municipal de cultura localizado na Praia Grande, em frente ao Terminal de Integração. A exposição fica em cartaz até o dia 6 de janeiro de 2018 e as visitações podem ser feitas das 9h às 19h.
O público terá acesso a pinturas que traduzem relatos de viagens feitas pela artista pelas terras dos Tenharin, no estado do Amazonas; e Gavião, Guajajara, Awá-guajá, Kanela e Kaapor, no Maranhão. Nestes caminhos, o grafismo indígena também virou fonte de inspiração para padrão de azulejos confeccionados com técnicas de reciclagem de papel. “A ideia é lembrar sempre, não esquecer os sentimentos, as emoções das viagens por terras indígenas”, afirma Babula.
A exposição é, também, uma coletânea que inclui trabalhos premiados no Maranhão e nacionalmente como telas da exposição “Ser Transparente”, de 2011 e os azulejos do Centro Histórico de São Luís, da exposição “Azulejos de Papel”, de 2007 e 2008.
CHAMADA PÚBLICA
A exposição “Viagem” da artista plástica Babula é a última prevista na Chamada Pública Nacional de Ocupação Artística do equipamento municipal, lançada em janeiro deste ano, que atraiu a participação de artistas de todo o país com interesse em expor trabalhos em qualquer categoria do campo das artes visuais. O principal objetivo da ocupação é o de atender à política cultural municipal que incentiva o fomento às artes visuais por meio de atividades de circulação de obras e intercâmbio do trabalho de artistas de diferentes regiões.
“A chamada selecionou o trabalho de 13 artistas locais e nacionais que expuseram ao longo do ano na galeria. A ideia da chamada é realmente ocupar a galeria com exposições até o fim do ano, por isso algumas acontecem simultaneamente para preencher todo nosso espaço. O nome ‘Ocupação’ é para estimular na população a vontade de também propor novos formatos e ideias de exposições para o equipamento cultural”, disse a diretora da Galeria Trapiche, Camila Grimaldi.
Para a escolha das mostras do edital, foram avaliadas a criatividade, originalidade, contemporaneidade e qualidade técnica de cada proposta, bem como adequação às instalações da Galeria Trapiche, o estímulo ao conhecimento, a valorização da pluralidade social e cultural e o currículo artístico do proponente.

Nota de Pesar pelo falecimento de Haroldão

Com enorme pesar comunicamos o falecimento do presidente municipal do PCdoB de São Luís, Haroldo Oliveira, o Haroldão, na noite desta segunda-feira (04), vítima de parada cardíaca.
Haroldão iniciou sua militância política e social na igreja católica, por meio da Pastoral da Juventude do Bairro de Fátima, comunidade onde cresceu e viveu.
Haroldo Oliveira foi um dos fundadores do Sindicato dos Ferroviários do Maranhão, maquinista de trem, atuou na organização dos trabalhadores de sua categoria em defesa dos seus direitos, e pela retomada da democracia em nosso País, combatendo a ditadura militar.
Operário, detinha vasto conhecimento cultural, tendo sido um dos principais expoentes e dirigentes da Escola de Samba Marambaia. Atualmente, além de presidente do PCdoB Municipal, Haroldão integrava a direção estadual do partido e foi por várias vezes candidato a vereador em São Luís.
Sua morte representa uma perda inestimável aos comunistas, democratas e à luta dos trabalhadores. Enlutado, o PCdoB se solidariza com a família de Haroldão.

MANCHETES DO DIA





Empate entre Roseana e Dino aponta pesquisa




A barganha da Previdência


Prefeitura autoriza guardas municipais a usarem armas


 Greve sem fim no metrô revolta passageiros

Temer quer que base obrigue deputados a aprovar Previdência

 Reprovação de Dória sobe e já se iguala à de Haddad

 Ofensiva por reforma inclui  promessas eleitorais

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

MANCHETES DO DIA

Atraídos pelo poder



69 menores assassinados este ano na Grande Ilha 




Não dá para duvidar do Sport


Cid aceita aliança entre Camilo e Eunício em 2018



 Bombeiro tenta explodir caminhão no Congresso

904 mil esperam por uma cirurgia no SUS


 Meirelles afirma que governo terá candidato

 Petrobrás faz 1ª grande licitação após Lava-Jato