terça-feira, 15 de setembro de 2015

Capiberibe rompe com Dilma depois de ser preterido para dar lugar a Sarney

O senador João Capiberibe (PSB-AP) (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)










    Senador pelo Amapá que vinha atuando com independência em relação ao governo Dilma, João Capiberibe vai defender hoje que seu partido, o PSB, declare oposição ao Planalto. A gota d'água que dinamitou qualquer ponte entre ele e a presidente aconteceu na última sexta-feira.
    Os três senadores do Estado - Capiberibe, Randolfe Rodrigues e Davi Alcolumbre - vinham pressionando o governo pela retomada das obras do aeroporto de Macapá. Mas, na cerimônia oficial de reinício dos trabalhos, os parlamentares reclamam que não só foram avisados em cima da hora, como viram o ministro Eliseu Padilha (Aviação) convidar o ex-presidente José Sarney para o ato. A propósito, os três senadores são adversários locais de Sarney, que, sem mandato, posou para fotos na vistoria. A bancada com mandato, por sua vez, não compareceu. 
Carta do senador Camilo Capiberibe à presidente Dilma Rousseff (Foto: Reprodução)









Capiberibe encontrou um jeito bem-humorado de se queixar a Dilma. Protocolou no Planalto uma carta sugerindo que ela "atualize o cadastro" dos senadores pelo Amapá. 
Veja o documento:
Excelentíssima Senhora Dilma Rousseff
M D Presidente da República Federativa do Brasil.
Sra. Presidenta,
Permita-me sugerir a Vossa Excelência que determine à Casa Civil da Presidência da República que atualize o cadastro de representantes do Estado do Amapá no Senado Federal.
Cumpre-me informar a Vossa Excelência que por decisão soberana, e por sufrágio popular, como determina o regime democrático vigente em nosso país, foram eleitos em 2010 para representar o Estado do Amapá no Senado Federal os srs Randolfe Rodrigues(PSol) e João Capiberibe(PSB). Diplomados pelo TRE, como manda a Lei, - ainda que em datas diferentes-, tomaram posse, e se encontram em pleno exercício de seus mandatos, que deverão se prolongar até 02 de fevereiro de 2019.

Informo, ainda, que na disputa eleitoral de 2014, os eleitores do Amapá escolheram, o TRE diplomou, e em 02 de fevereiro de 2015, tomou posse, o Sr. Davi Alcolumbre, cujo mandato, deverá se estender até 02 de fevereiro de 2023. Portanto Sra. Presidenta, esses são os três senadores eleitos, diplomados e empossados, que representam o Estado do Amapá no Senado da República.
Considero da maior relevância prestar-lhe tais informações na intenção de evitar situações como a da última sexta-feira, 11 de setembro, quando em cerimônia oficial do governo de V. Excia. de retomada das obras do aeroporto de Macapá, nenhum dos três senadores supra mencionados foi convidado, e em seus lugares, foram chamados e fizeram-se presentes os senhores ex- senadores: José Sarney, Papaleo Paes e Gilvam Borges.

Atenciosamente,
João Capiberibe

Nenhum comentário:

Postar um comentário