quinta-feira, 19 de junho de 2014

Eleições 2014 - Sarney só deve anunciar candidatura ao senado no dia 27 no Amapá

    O senador José Sarney (PMDB-AP) foi assistir os jogos da Copa do Mundo em Macapá. Ao menos foi isso que fez divulgar na imprensa do estado por onde se elegeu três vezes senador depois de deixar a Presidência da República. 
    Há expectativas no meio político amapaense sobre a decisão do ex-presidente da República. O anúncio deve acontecer mesmo por ocasião da convenção peemedebista, marcada para o próximo dia 27. Sarney conversa com quase todos os pré-candidatos a governador do Estado. 
    Na residência em Macapá recebeu para conversas sobre cenário político o ex-governador do estado, Waldez Góes (PDT), o ex-deputado Jorge Amanajás (PPS) e o deputado estadual Bruno Mineiro (PT do B). Parlamentares, prefeitos, vereadores e empresários têm frequentado a sala de estar do senador no Amapá. 
    “Tenho muitos amigos na disputa, sou amigo de todos eles e vejo com absoluta normalidade o surgimento de novos projetos, como o de Bruno Mineiro”, disse Sarney. O deputado estadual Bruno Mineiro é candidato ao governo pelo PT do B.
    O senador sempre chama atenção para o fato de ter criado o estado. O maranhense vende otimismo em relação ao estado. Aparentemente aposta nas potencialidades e condições diferenciadas do Amapá, que considera um dos mais importantes estados na região norte”. 
    O senador também reuniu com várias categorias de servidores públicos, entre eles os beneficiados pela Emenda Constitucional 79 (ex-PEC 111) e também lideranças do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e estatística).  A emenda permite reintegração de servidores federais e militares com vínculos com o ex-território do Amapá e Roraima.
O palanque de Sarney conta com a força do setor elétrico. Vire e mexe, mostra seu prestígio no setor telefonando para o presidente da Companhia de Eletricidade do Amapá, CEA, José Almendra. Promete interferir junto ao governo federal para acelerar o cronograma de execução. Duas estações abaixadores de tensão elétrica em andamento são acompanhadas pelo senador. Concluídas vão recepcionar a produção do Linhão do Tucuruí, ampliando o fornecimento de energia no Macapá. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário