quarta-feira, 11 de junho de 2014

Desmoronamento em Alcântara é start da aposentadoria de Kátia Bogea

   

Casarão da rua das Mercês e lista do Iphan
    A Superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Maranhão, Kátia Santos Bogea, confere os dias para se aposentar depois de um longo período no cargo. A informação - alvissareira para centenas, talvez milhares de pessoas -, foi divulgada na coluna Bastidores, na edição de domingo ,8, do jornal O Imparcial.
    Coincidentemente, no Domingo de Pentecoste na cidade de Alcântara, o desmoronamento do telhado de um casarão na rua das Mercês, na cidade monumento nacional desde 1948, atestou a gestão da superintendente, marcada pela intransigência sob o manto de apuramento técnico.
    O casarão cujo teto ruiu pertence a um baiano que adotou a cidade há décadas. Estava locada para servir de casa de festeiro na Festa do Divino Espirito Santo deste ano que se encerrou no dia do sinistro.
    O prefeito de Alcântara, Araken (PSB), reclama das inexequíveis exigências técnicas do Iphan na cidade. Outros casarões ameaçam ruir em Alcântara. Araken diz que o diálogo com a Superintendente do Iphan é travado.
    O desastre no casarão fez uma vítima, trazida para São Luís pelo GTA logo após o acidente. Segundo relatos, a senhora não teria resistido ao peso da viga e morrido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário