sexta-feira, 27 de junho de 2014

Câmara Municipal de São Luís inicia dança das cadeiras entre suplentes do PT

   O primeiro-suplente de vereador, Nelsinho Brito, entra no lugar do vereador Honorato Fernandes (PT), ex-líder do governo, na Câmara Municipal de São Luís na próxima semana, iniciando a dança das cadeiras no legislativo. Nelsinho Brito é do grupo do ex-petista Bira do Pindaré, agora deputado estadual da bancada do PSB.
    Honorato foi eleito com 3.664 votos. É o único vereador do Partido dos Trabalhadores. Nelsinho Brito obteve 1.706 votos como candidato da coligação PT-PTB, esta última legenda comandada pelos irmãos Manoel Ribeiro e Pedro Fernandes, deputado estadual e deputado federal, respectivamente.
    O vereador petista se licenciará por quatro meses para cuidar da sua campanha à Câmara Federal. O petista pertence a ala defensora da aliança PT-PMDB no Maranhão, aguilhoada pelo grupo político do senador José Sarney. Deve fazer parte do palanque do filho do ministro Edison Lobão. Não cabe, portanto, atestado médico para justificar a licença. Durante o período que ficar afastado do Palácio Pedro Neiva de Santana, Honorato Fernandes será substituído por Nelsinho Brito e pelo segundo suplente, César Bombeiro.
Indústria de licenças
    Além de Honorato, caminham para a licença outros cinco vereadores do colegiado de 31 integrantes do legislativo de São Luís. É comum, no acordo entre suplente e licenciado, a manutenção do gabinete. Neste caso, a consequência pode ser a ampliação da folha da Câmara, uma caixa preto incólume há anos a ações do Ministério Público e quem se habilitar a desvendá-la.

Quem são os vereadores candidatos:
Antonio Isaías Pereirinha (PSL)
Gutemberg Araújo (PSDB)
Honorato Fernandes (PT)
Ivaldo Rodrigues (PDT)
Rose Sales (PCdoB)
Sérgio Frota (PSDB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário